Comentários que machucam…

Bom dia, queridos!

Hoje estou aqui pra – de novo – mostrar mais algumas das nossas frustrações ao longo dessa jornada. Não é novidade, tanto que nem preciso escrever nada de novo. Vou pegar meu caderninho e transcrever aqui algumas das minhas anotações dos últimos anos. Eis a nossa frustração:

„30. Julho de 2013

Se tem uma coisa que me irrita e chateia, ou pelo menos nos últimos meses/anos tem irritado e chateado, é quando os outros (e aqui realmente piora o sentimento conforme aumenta o grau de intimidade com a pessoa em questão) acham que entendem o que estamos passando e sentindo, sem terem passado pela mesma coisa. Ou quando acham que entendem mais do nosso problema, do que nós mesmos. Não gosto quando os outros ouvem do nosso problema, e ao invés de somente ouvirem e abraçarem e dizerem „deve ser mesmo difícil“, acham que sempre têm que dar uma opinião ou dizer coisas do tipo „vocês ainda são novos, ainda vai acontecer“. Frases como esses e tantas outras („se não aconteceu ainda, é porque ainda não é tempo“, ou „tem que relaxar e não pensar nisso, que acontece“) são tão fáceis de serem faladas, difíceis de serem ouvidas, não são verdadeiras, e além de tudo isso, são talvez o que eu mais odeie em diálogos: frases feitas que o locutor tem preparadas no fundo da cabeça, na ponta da língua, para evitar ter que ouvir, refletir, e tentar entender de verdade.

Porque talvez quando em um diálogo profundo e de verdade, sincero, ele possa chegar à conclusão de que mesmo tentando, ele não pode mesmo entender. E que às vezes, o melhor mesmo é simplesmente não dizer nada. Porque pra certas dores e sofrimentos, ou até pra certos pensamentos, não exista no mundo frase apropriada pra se dizer. Mas infelizmente, o mais fácil mesmo é fazer de conta que ouviu, que entende, e tacar no ouvinte uma frase feita.“

Carinho, Carol.

 

2 Gedanken zu “Comentários que machucam…

  1. babisenberg schreibt:

    Me identifiquei com seu desabafo. Essas frases também já tivemos que ouvir muitas vezes, pra problemas diferentes, mas são exatamente as mesmas palvras. Dá pra ver que não é algo pensado, dá pra saber que elas saem quase no automatico das pessoas. Mas elas doem né?!
    Eu nunca fui muito boa com palavras, nunca sei o que dizer, não consigo nem imaginar pelo que vocês estão passando. Só posso mais uma vez deixar um abraço bem apertado e desejar de todo coração que a espera termine logo!
    Beijos
    Bárbara

    Gefällt mir

    • carolinemelchert schreibt:

      Ah, Barbara! Que gostoso seu comentário! É gostoso quando nos identificamos com algo que alguém disse/escreveu, né? Muito melhor do que ouvir frases feitas. A gente se sente menos sozinho… Muito obrigada, beijos pra você também!

      Gefällt mir

Kommentar verfassen

Trage deine Daten unten ein oder klicke ein Icon um dich einzuloggen:

WordPress.com-Logo

Du kommentierst mit Deinem WordPress.com-Konto. Abmelden / Ändern )

Twitter-Bild

Du kommentierst mit Deinem Twitter-Konto. Abmelden / Ändern )

Facebook-Foto

Du kommentierst mit Deinem Facebook-Konto. Abmelden / Ändern )

Google+ Foto

Du kommentierst mit Deinem Google+-Konto. Abmelden / Ändern )

Verbinde mit %s